Entre os dias 17 a 20 de setembro, a Potency Bar realiza em São Paulo a segunda edição do curso de bartender para surdos. A iniciativa é pioneira no Brasil,

O curso é ministrado por Yuri Carrolo, que tem 16 anos de experiência na área, e conta com um intérprete para o auxiliar nas aulas.

Créditos: Divulgação

Visando a inclusão, tanto na área de empresas que contratam, quanto nos prestadores de serviço o curso já formou seis alunos

Com um módulo de 16 horas, divididas em quatro dias de curso, os alunos aprendem a desenvolver a atuação do bartender em todos os aspectos relacionados a sua ação, produzir qualquer drinques, além de criar um ambiente de bar mais atrativo, a postura do profissional, a história do bar, entre outros conteúdos.

No último dia é realizado uma prova teórica e prática. Neste módulo estarão matriculados surdos e ouvintes.

O projeto surgiu do trabalho de TCC da pós-graduação do empresário Marcelo Debes.

Enxergando uma brecha e a falta de inclusão nesse nicho, Marcelo que já tinha curso de bartender pela Potency, decidiu retomar o projeto que já havia formado, em 2014, seis bartenders.

“Nosso foco com esse curso é dar oportunidade para essas pessoas. Essas pessoas têm os mesmos direitos que nós, elas bebem, elas curtem, elas saem. A única questão é que elas não falam com a voz, mas não quer dizer que elas não se comuniquem”, diz Marcelo.

O curso acontece de 17 a 20 de setembro, das 19h às 22h, na sede da Potency Bar, na rua Hideo Suguiyama, 171, Parque Jabaquara.