Já pensou em contratar uma namorada falsa só para fazer bombar sua reputação no Facebook? Segundo Flávio Estevam, 33 anos, mais de 15 mil pessoas não só pensaram nisso mas também contrataram esse serviço específico.

O empreendedor, que há sete anos investe em startups online, criou o  Namoro Fake, um site onde as pessoas podem contratar alguém para fingir estar em um relacionamento dentro do Facebook.  A ideia surgiu após ajudar um amigo a causar ciúmes na ex-namorada por meio de um post de uma suposta “nova ficante.” A estratégia fez tanto sucesso que aguçou o “feeling” empresarial de Estevam.

“A ex-namorada reatou com ele e em cinco dias eu criei o modelo de negócio e fiz a primeira versão do site”, conta. “Exatamente no sétimo dia, após sair na mídia, 120 mil pessoas acessaram a plataforma e, em seguida, todos os perfis se esgotaram e iniciou uma longa fila de espera de mais de 5 mil clientes.”

A startup, que atende internautas 22 países diferentes, oferece pacotes de ficante, namorado(a),  namorado(a) virtual e namorada(o) top. A diferença entre eles é o número de comentários e o período que serão postados, com duração que pode variar de três a 30 dias.

“Os preços vão de R$ 29 (por um ficante de três dias e com três comentários) a R$ 150, no caso do pacote namorado (a) top, (para uma mulher ou homem considerado com uma beleza superior do padrão postar cinco comentários em até cinco dias)” explica. “O pagamento é feito por bancos online e pode ser dividido em 12 vezes no cartão.”

Segundo Estevam, as pessoas ficam surpresas com comprovação de que há muita gente que busca viver na internet algo que não é real.

“Existe casos de homens que contratam até quatro ficantes de uma vez para simplesmente dar um fora nelas e fazer moral com as garotas e até com a namorada que vai se sentir mais valorizada.”