Quase que diariamente tomamos conhecimento de casos de racismos, principalmente pelas redes sociais. Para mostrar que este é um problema real, a ONG Criola, organização que atua a partir da defesa e promoção de direitos das mulheres negras, lançou no ano passado a campanha “Racismo virtual. As consequências são reais”.

A ação, em parceira com a agência de publicidade W3haus, espalhou outdoors próximos de ondem viviam os autores postagens de racismo contra a jornalista.

Nesta semana foi lançado um vídeo ilustrando a campanha. Nele, um dos agressores decidiu mostrar o rosto e se retratar, cara a cara, com uma das vítimas de racismo. Assista abaixo: