Pela primeira vez em sua história, a Poli-USP (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) será administrada por uma mulher. Liedi Légi Bariani Bernucci tem 59 anos e é professora do Departamento de Engenharia de Transportes (PTR) da instituição.

Créditos: reprodução/site Poli-USP

Pela primeira vez em 124 anos, mulher assume direção da Poli-USP

Bernucci ocupou a vice-diretoria de 2014 até janeiro deste ano. Ela se formou em engenharia civil na instituição em 1981 e fez mestrado em engenharia geotécnica também na Poli-USP, concluindo o curso em 1987.

Docente da Poli desde 1986, ela também foi a primeira mulher a ocupar a vice-diretoria da escola. Antes disso, havia chefiado o departamento de engenharia de transportes. Desde 1995, coordena o LTP (Laboratório de Tecnologia de Pavimentação).

Parte de sua pesquisa de pós-graduação foi desenvolvida em uma especialização feita no Institut Fuer Grundbau und Bodenmechanik - Eidgenoessische Technische Hochschule Zürich (ETHZ), na Suíça --ela morou no país de 1984 a 1986 e fez também um doutorado-sanduíche.

A nova diretoria com Bernucci no comando foi eleita na última quarta-feira (7) com 200 de 217 votos válidos. Podiam votar 279 integrantes do colégio eleitoral, composto por todos os participantes da congregação e dos conselhos dos departamentos da escola. Pela primeira vez, foi adotado um processo eletrônico de votação, além do convencional, em papel.

Créditos: divulgação/Poli-USP

Pela primeira vez em 124 anos, mulher assume direção da Poli-USP

A nova diretoria, que estará à frente da escola até 2022, pretende consolidar e aprimorar uma reforma curricular, ampliar a internacionalização (com oferta de mais cursos em inglês para atrair alunos estrangeiros), elevar os indicadores dos programas de pós-graduação, ampliar as instituições parceiras no programa de duplo diploma, realizar mais parcerias para execução de pesquisas em cooperação e ter mais ações como as da Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), entre outras medidas.

Brasileira supera preconceito e fome e soma 56 prêmios como PhD

Rede Quem Inova

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Redação da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.