Um projeto no Morro do Alemão, no Rio, está acolhendo gestantes e promovendo encontros com temas como fases do parto, funcionamento do corpo, métodos contraceptivos, violência obstétrica e parto humanizado.

Créditos: reprodução/Benfeitoria

Programa estimula maternidade consciente no Complexo do Alemão, no Rio

O Maternidade Consciente atende a grávidas em situação de vulnerabilidade social. O projeto piloto está em fase inicial e conta ainda com oficinas para a pintura da barriga, chás de bênçãos e ensaios fotográficos.

A partir de uma ação de financiamento coletivo, os organizadores esperam que mais gestantes possam participar das rodas de conversa e das outras atividades. Outro objetivo é que a iniciativa possa formar futuras doulas.

“Você sabia que o Brasil é um dos países que mais realiza cesáreas no mundo?”, questiona a idealizadora do projeto, Camila Habdallah. “A taxa aqui é de 85% nos serviços privados e 40% nos serviços públicos, quando a recomendação da Organização Mundial de Saúde é de apenas 15%”, continua, na página da campanha.

Habdallah tem 27 anos e é assistente social e doula voluntária em uma maternidade pública em Madureira, também no Rio. Foi a partir desse trabalho que nasceu o desejo de atender mais gestantes em situação de vulnerabilidade social.

A meta inicial é conquistar R$ 5.000 na campanha, que acaba no dia 21. Quem contribuir, pode receber desde visitas guiadas ao Morro do Alemão até consulta a um tarô.

Créditos: Vitor Madeira

Programa estimula maternidade consciente no Complexo do Alemão