Colheita de maçã em árvore pública na Alemanha

Créditos: divulgação

Colheita de maçã em árvore pública na Alemanha

logo_inova_slogan

Créditos: logo_inova_slogan

A ideia nasceu em Berlim e já se espalhou pelo mundo, inclusive aqui no Brasil. Mapear árvores frutíferas em espaços públicos, para garantir que a produção seja colhida e totalmente aproveitada, é a proposta do site Mundraub.

Na plataforma colaborativa, é possível indicar onde elas estão, em que época do ano dão frutos e até participar de colheitas coletivas. São 30 mil usuários no mundo e 450 no Brasil, onde, segundo Andie Arndt, foram mapeadas 16 localidades.

[img class="size-full wp-image-42564" src="https://queminova.catracalivre.com.br/wp-content/uploads/sites/2/2016/03/Mapa-de-árvores-frutíferas.jpg" alt="O mapa colaborativo tem hoje 30 mil usuários no mundo" width="720" height="456" ]

O mapa colaborativo tem hoje 30 mil usuários no mundo[/img]

A iniciativa, que, por ser finalista na Alemanha do Google Impact Challenge, recebeu um aporte de 250 mil euros, está em fase de implementação do site com o objetivo de chegar a 100 mil usuários e 70 mil árvores públicas identificas.

Segundo estudos da Mundraub, essas 70 mil árvores, que dão em média 100 kg de frutos, grande parte deles desperdiçados, poderiam ser aliadas para incrementar o consumo anual de frutos na Alemanha, que hoje é de 70 kg por pessoa.

Além das frutíferas, o site mapeia as de frutas secas, arbustos com frutos silvestres, ervas medicinais e temperos. E convida todos a não apenas usufruir dessa riqueza, mas também preservá-la, incentivando amigos e vizinhos a fazer o mesmo.

Por QSocial