Foi motivados pela ideia de criar um sistema alternativo ao modelo tradicional de jornalismo que seis amigos lançaram no começo do mês O Sujeito, um canal de financiamento coletivo à produção jornalística independente.

A intenção do projeto é aproximar o leitor do jornalista sem intermediários, de forma que o autor apresente sua pauta e o público financie o que for do seu interesse.

O Sujeito surge como um canal especial do Catarse, principal plataforma de financiamento coletivo do Brasil.

Qualquer pessoa pode apresentar projetos de reportagens, não é preciso ser jornalista diplomado. As propostas passarão pela curadoria técnica dos gestores do canal e, caso sejam aprovadas, ficarão on-line por até 60 dias para receber apoio financeiro direto dos leitores interessados.

Atualmente quatro projetos buscam financiamento  para serem viabilizados: Escola Livre de Jornalismos Énois, Ecovilas Brasil, Felicidade S.A. e Pessoa-coisa, Cidade-torre.

Os idealizadores do Sujeito são Álvaro Almeida, jornalista e sócio-fundador da Report Sustentabilidade, Dudu Torres, especialista em arquitetura da informação e cofundador da agência de criação de movimentos sociais Together, Renato Guimarães, jornalista e cofundador da Together, Rodrigo Vieira da Cunha, jornalista e fundador da agência de relações públicas ProfilePR, Sergio Almeida, publicitário e sócio da Report Sustentabilidade, e Tomás de Lara, administrador, especialista em economia colaborativa e cofundador da Engage e da Global Shapers Rio de Janeiro.

No Catarse, jornalismo é a nona categoria com mais projetos. Foram 55, dos quais 29 (53%) alcançaram a meta de arrecadação. Ao todo, cerca de 5.000 pessoas colaboraram com mais de R$ 500 mil para essas iniciativas.