Flexibilidade, mobilidade e liberdade. Esses valores já fazem parte dos planos de carreira de muita gente. Segundo o estudo "Evolução do Trabalho 2016", feito pelo Instituto de Pesquisa ADP, o modelo de trabalho está passando por uma transformação profunda. A produtividade é a força motriz. Em um futuro não muito distante, as pessoas já não vão  querer um posto fixo e, talvez, nem empresa fixa – elas devem trabalhar onde suas habilidades são requeridas.

A motivação para o trabalho deixa de ser o cheque e benefícios no final do mês, afinal, estas pessoas buscam uma atividade com propósito (e que de preferência cause algum impacto social). Estão constantemente inspiradas porque trabalham em áreas de seu interesse e estão aprendendo algo novo com frequência. O coworking tem tudo a ver com essa tendência e o crescimento do movimento aponta que esse futuro do trabalho já está bem presente.

O feriado prolongado do dia 15 de novembro, que cai numa terça-feira, pode ser uma ótima oportunidade para quem quer começar a sentir o gosto dessa liberdade de trabalhar onde quiser. Para os que optarem por dar uma esticadinha, mesmo tendo compromissos profissionais, o interualla.co preparou uma lista de locais de trabalho compartilhados espalhados pelos quatro cantos do país. Lançada recentemente, a plataforma facilita a reserva do espaço, que pode ser feita em apenas alguns cliques, em mais de 170 espaços do Oiapoque ao Chuí. Simples, rápido e descomplicado, como o trabalho deve ser!

O importante é não deixar as obrigações profissionais acabarem com o seu feriado. E quem não fica mais motivado e inspirado desenvolvendo suas atividades em um lugar diferente? Confira a nossa lista:

Juntus (Londrina – PR)

A proposta do Juntus é mudar o mundo pela conexão de pessoas e negócios. O local oferece flexibilidade de planos e prazos, além de horários que atendem a todas as necessidades. A cidade de Londrina conta com o dobro de área verde recomendado pela ONU (Organização das Nações Unidas) e tem  mais de 200 praças públicas. Pra quem optar ficar neste local, a boa pedida é começar o dia com um cooper na  Área de Lazer Luigi Borghesi, conhecida como Zerão, e seguir para a jornada de trabalho cheio de disposição. O Juntus fica a cerca de 20 minutos caminhando do parque. Ah, sim, quase ia me esquecendo...dá uma olhada no Quiosque com piscina 😉 Tentador!

Casa Vermelha (São Paulo – SP)

Uma casa aconchegante, próximo ao metrô Sumaré, abriga a Casa Vermelha. De fácil acesso para a região da Vila Madalena, Paulista e perto do burburinho crescente de Perdizes, o coworking tem um espaço total de 340 m², que conta com recepção, sala de reunião, duas salas privativas, copa, escritório compartilhado (que pode receber até 20 coworkers), além da área externa verde. Na hora do almoço, tem comida simples e caseira no local, a preço justo para os coworkers. Uma ótima oportunidade para conhecer os companheiros de local de trabalho 🙂

Para ver a lista completa, acesse interualla.co.

Rede Quem Inova

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.