Um relevante exemplo de transformação pela educação será reconhecido neste ano com o prêmio Cidadão São Paulo. A diretora pedagógica Rachel Oliveira Braun será agraciada por seu trabalho na ação educativa Escola da Comunidade, da Fundação Visconde de Porto Seguro.

Créditos: divulgação

Rachel Oliveira Braun

O Cidadão São Paulo acontece neste ano no Masp, no dia 25 de janeiro, aniversário da cidade. Rachel Braun tornou-se diretora do projeto em 2010, mas, desde 2002, coordena o trabalho agora reconhecido com a categoria Educação do prêmio.

A Escola da Comunidade existe há 46 anos como parte do Colégio Visconde de Porto Seguro. O programa oferece cerca de 1.700 bolsas de estudo divididas entre educação básica (da educação infantil ao ensino médio), educação para jovens e adultos e ensino profissionalizante.

Os beneficiados são, em sua maioria, moradores das comunidades de Vila Andrade e Paraisópolis, que se situam nos arredores das unidades Panamby e Morumbi do colégio, respectivamente.

As aulas da Escola da Comunidade visam a manter o nível de excelência do Porto Seguro. São ministradas nas dependências da unidade Morumbi e, desde 2011, também em um endereço na Vila Andrade.

Boa parte dos professores dá aula em dois currículos e tem dedicação exclusiva ao Porto Seguro. O critério de seleção dos alunos é geográfico e socioeconômico: são atendidos crianças, jovens e adultos da região, com renda mensal per capita de até um salário mínimo e meio.

Créditos: reprodução/site do colégio

Colégio Visconde de Porto Seguro

O prêmio

O Cidadão SP é a mais importante premiação da cidade para reconhecer personalidades responsáveis por ações criativas em São Paulo e é promovido pelo Catraca Livre por meio do ReciproCidade, seu programa de estímulo a iniciativas criativas de impacto social.

Em edições anteriores, o prêmio já condecorou Danilo Miranda, do Sesc, Jairo Marques, da Folha de S.Paulo, Antonio Nóbrega, do Instituto Brincante, Roberto Kikawa, do projeto Cies, e Paulo Saldiva, da USP.

O evento sempre acontece em um local que representa um ou mais vencedores e é fechado para convidados. Neste ano, acontecerá no Masp, ponto de atuação da Emesp. Cada um dos premiados fará uma pequena apresentação. Será executada pela primeira vez uma música em homenagem a São Paulo, composta pelo sambista Toninho Geraes em parceria com Chico Alves. A intérprete é Irene Atienza, uma espanhola que mora na capital paulista.

Este evento conta com o apoio da ITS Online.

Nando Bolognesi é reconhecido por atuação na área da esclerose

Rede Quem Inova

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Redação da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.