Tony Trapani, 81 anos, e a esposa sempre quiseram ter filhos, mas nunca conseguiram. Quando ela morreu, ele decidiu limpar os armários e encontrou uma carta, postada em 1959, que nunca tinha visto com a revelação: você tem um menino.

A correspondência havia chegado ao endereço, mas a esposa de Toni a escondeu. Nunca contou nada ao marido.

O texto dizia: “Eu tenho um pequeno menino. Ele tem 5 anos agora. O que estou tentando dizer, Tony, é que ele é seu filho. Ele nasceu em 13 de novembro de 1953”.

Toni

Ao saber da paternidade, o americano foi atrás do filho. Os dois se encontraram neste mês.

Samuel Childress, que hoje tem 61 anos, sabia que a mãe tinha enviado a carta. Mas sempre acreditou que o pai não se interessava em vê-lo.

“Sempre perguntei à minha mãe: ‘Como ele se parece?’. Ela respondia: ‘Olhe-se no espelho’”, disse o filho ao portal “Fox 17” .

“Por que minha mulher não me disse? Não sei”, diz Toni. Apesar de já se considerarem pai e filho, os dois vão fazer um teste de DNA.

Por QSocial

*Este texto faz parte do projeto Geração Experiência, que tem como objetivo mostrar histórias de pessoas com mais de 60 anos que são inspiração para outras de qualquer idade.