Carlos Augusto Grahl e Alexandre de Campos Filho, de Blumenau (SC), são profissionais da área de tecnologia e design e criadores do projeto Temperatura Aqui --uma iniciativa que busca capacitar jovens para o trabalho com a “internet das coisas”.

Créditos: reprodução/Catarse

Kit usado em plataforma climática

“Hoje existem diversas formas de aprender programação, mas a maioria dos cursos não são feitos num formato didático para jovens e também não acompanham o kit de hardware para auxiliar no desenvolvimento”, explica Grahl.

Assim, a dupla desenvolveu um kit com sensores de temperatura, umidade e pressão atmosférica que está operando e fornecendo dados para a plataforma Temperatura em Blumenau.

Prevenção de desastres

A ideia de Grahl e Campos Filho é replicar o conhecimento por meio de aulas de programação, eletrônica e lógica em escolas públicas, para que os jovens utilizem a tecnologia como ferramenta para resolver problemas do dia-a-dia.

Eles poderão aprender sobre o clima montando um equipamento eletrônico para monitorar a temperatura, a umidade e a pressão atmosférica de sua escola, de seu bairro ou de sua casa em tempo real.

Todos os dados lidos, fontes e esquema eletrônicos serão públicos e gratuitos, podendo ser acessados de um servidor central na internet, disponível para toda a população. A intenção é espalhar a tecnologia pelo Brasil para que órgãos públicos, acadêmicos e interessados possam usar as informações para estudos e prevenção de desastres.

A dupla busca reunir R$ 18 mil para a montagem de 100 kits e a aplicação do curso em 100 escolas. O orçamento será dividido da seguinte forma:

Créditos: reprodução/Catarse

Dupla idealiza plataforma climática e quer capacitar alunos pelo Brasil

Ultrapassada a primeira meta, outros R$ 18 mil serão angariados para a aquisição de impressora 3D e projetor, além da ampliação do número de kits.

A campanha para o alcance da primeira meta vai apenas até sexta-feira (15). Até agora, menos de R$ 10 mil foram arrecadados. Há recompensas para quem colaborar.

A cada venda, escola profissionalizante dá curso a quem precisa

Rede Quem Inova

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Redação da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.