Os refugiados em São Paulo têm uma chance de se tornar professores de idiomas por meio de um projeto do Adus (Instituto de Reintegração do Refugiado - Brasil).

No programa Mente Aberta, os estrangeiros recebem aulas de português e podem se candidatar à capacitação para ensino de línguas, comprovando fluência em árabe, francês e inglês e nível básico ou intermediário em português.

Créditos: reprodução/Adus

Mohamad, um dos professores

Após entrevista, os candidatos com melhor desempenho são selecionados. Eles recebem treinamento e orientações de professores brasileiros, recebendo um certificado no fim do curso.

Após o treinamento, os refugiados começam a ministrar aulas. Embora sigam uma metodologia definida, usarão seu repertório cultural como suporte para as aulas.

Segundo os organizadores do projeto, o objetivo é gerar renda e investir na capacitação e na formação do refugiado. Além disso, o programa busca oferecer e promover um espaço de integração do refugiado com brasileiros, com o idioma como um elo.

Matrículas e horários

As turmas regulares são semestrais. A próxima terá início em agosto e as matrículas devem ser feitas até o próximo dia 31.

São 5 a 12 alunos por turma. É possível receber aulas de francês, árabe e inglês nos níveis básico, pré-intermediário, intermediário e avançado.

O total é de 48 horas de curso em cada módulo semestral, ao custo de R$ 1.000 (três horas de aula por semana).

O local do curso é a sede do Adus (av. São João, 313, 11º andar, República).

Créditos: reprodução/Adus

Entidade brasileira capacita refugiados

Também há possibilidade de aulas particulares, com uma a quatro pessoas. O mínimo é de uma hora e meia de aulas por semana, no dia e horário de preferência do aluno (a combinar com o professor). Neste caso, as aulas são compradas mensalmente.

Os valores das aulas particulares são R$ 97,50 por uma hora e meia (uma a duas pessoas) e R$ 135 (três a quatro alunos). O valor pode ser dividido entre os participantes.

O curso pode acontecer em domicílio, na empresa ou na própria sede do Adus.

O pagamento é realizado por meio de boleto ou de depósito em conta. Há 10% de desconto para voluntários, refugiados e parceiros do instituto. Para se matricular ou obter mais informações, acesse o site do programa.