A Fundação Bahiafarma, órgão ligado à Secretaria de Saúde da Bahia, lançou nesta terça-feira, dia 31, o primeiro teste rápido nacional para vírus da zika, que apresenta resultado em 20 minutos.

O exame é capaz de detectar a doença em qualquer fase, já que faz o diagnóstico por meio dos anticorpos desenvolvidos pelo corpo do próprio infectado.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, é que, após a ordem de compra do Ministério da Saúde, o “primeiro lote seja entregue em 30 dias”.

O dispositivo tem duas fitas portáteis (cassetes), que usam uma pequena amostra de soro do paciente. Uma das fitas reage com o anticorpo IgM, identificando infecções de até duas semanas.

Já o segundo cassete reage ao IgC e identifica se o paciente já teve a infecção há mais tempo. Isso permite que o teste rápido detecte os anticorpos contra o vírus da zika, no organismo do paciente.

Se o resultado for negativo, o dispositivo apresentará apenas um indicador vermelho e, se for positivo, aparecem dois indicadores vermelhos.

O teste, que será fabricado na Bahia, é diferente de outros que usam a técnica “PCR”, que detecta apenas o vírus em si e demorava semanas para apresentar resultado.

O dispositivo foi desenvolvido por meio de parceria entre a Bahiafarma e a empresa sul-coreana Genbody.

Com informações da Agência Brasil