Estudantes do ensino fundamental de uma escola particular de São Paulo tiveram o desafio de desenvolver jogos que abordassem os biomas brasileiros, como o cerrado e a caatinga. Então, os alunos do quinto ano colocaram a mão na massa e fizeram sucesso com os aplicativos que criaram, um deles sobre o Pantanal.

Créditos: divulgação/colégio Pueri Domus

Alunos do quinto ano de colégio de São Paulo criam app de sucesso sobre o bioma do Pantanal

Os garotos, que estudam na unidade Itaim da escola bilíngue Pueri Domus, na capital paulista, usaram o aplicativo TinyTap, que permite construir games sobre qualquer tema. Os apps ficam disponíveis não só para eles, mas para os colegas e para o público em geral.

O objetivo do colégio foi o de aprofundar os conhecimentos nas questões de ciências e introduzir os alunos na lógica da programação. Por meio dos jogos, os jovens aprendem de forma lúdica.

“Até a família pode se envolver --os pais podem jogar junto com seus filhos”, diz o professor Eduardo Cortez, coordenador de tecnologia educacional da escola. “É uma oportunidade de apresentar conceitos de forma inovadora na internet. E isso, na minha opinião, contribui para resultados pedagógicos mais relevantes", acredita.

Créditos: divulgação/colégio Pueri Domus

Alunos do quinto ano de colégio de São Paulo criam app

O game que tem como tema o bioma do Pantanal teve mais de 500 downloads. Outros jogos já foram desenvolvidos, sobre tópicos como turismo sustentável, monumentos históricos da cidade e biografias. Os apps já foram acessados mais de 8.000 vezes e tiveram mais de 1.070 downloads. Alguns estão começando a receber monetização do aplicativo.

"Para os alunos, poder construir seus próprios jogos e partilhar seu conhecimento com familiares e outros colegas é uma experiência muito rica", afirma Cortez. “Os jogos criados pelos alunos tornam o momento de brincar uma excelente oportunidade de aprender".

Projeto científico de alunos do ensino médio vence competição

Rede Quem Inova

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Redação da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.