O verão chegou e é preciso atenção redobrada ao entrar no mar ou na piscina. No Brasil, segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 500 mil pessoas morrem por ano vítimas de afogamento. Pensando nisso, um grupo de estudantes desenvolveu um drone que promete evitar ajudar no salvamento de pessoas.

Criado por Bill Piedra com um grupo de alunos da escola King Low Heywood Thomas, em Connectitut (EUA), o Ryptide constituti em uma pequena boia salva-vidas que pode ser acoplada em qualquer drone que possa carregar uma câmera GoPro.

O uso do equipamento é fácil de manusear. Basta deslocar o robô até a pessoa que esteja em situação de perigo e acionar o botão para lançar uma boia salva-vidas. Ao tocar na superfície da água, o equipamento libera uma carga de CO2 para encher o dispositivo.

O projeto será lançado no Kickstarter, uma plataforma de financiamento coletivo, no próximo ano. O preço da pré-venda será de US$ 99 (R$ 267).