Quando Camila Infantini matriculou o filho Rodolfo, 13 anos, em uma escola de robótica e programação, nem imaginou que ele poderia auxiliar em projetos desenvolvidos pela empresa de sua família, especializada em manutenção de equipamentos médicos.

Hoje, Rodolfo está desenvolvendo, junto com o pai, um equipamento de calibração, que vai aferir os aparelhos que medem os batimentos de bebês enquanto eles ainda estão na barriga de suas mães.

Créditos: Divulgação/CódigoKid

Conhecimentos adquiridos na CódigoKid foram essenciais para o projeto

"Foi uma surpresa para nós! Ele está super envolvido no projeto e aplicando tudo o que está aprendendo na escola, como robótica e programação", conta a mãe Camila.

A escola responsável por todo esse desenvolvimento de Rodolfo é a CódigoKid. Além de robótica e programação, ele também fez os cursos de photoshop e edição de vídeo.

De acordo com Sérgio Praxedes, professor da CódigoKid, Rodolfo é muito estudioso e esteve sempre muito interessado em aprender e desenvolver as técnicas para a criação do calibrador. "Ele vai usar os materiais que utilizamos em aulas como a placa arduino do conjunto modelix e também muita programação. Tenho certeza que será um instrumento de muito sucesso".

A CódigoKid surgiu em 2017 para ensinar a linguagem de programação e robótica para crianças a partir de 5 anos de idade. Na grade, há cursos de programação, robótica, game, Youtube, edição de vídeo e imagem, além de aplicativos e jogos como LOL e Minecraft.

Até o fim de 2018, a projeção é chegar em 100 unidades e ter em sua base mais de três mil alunos por todo o Brasil.

"Estamos muito felizes com os resultados que o Rodolfo vem conquistando tão rápido. Quando ele entrou na escola nem imaginávamos que ele iria gostar tanto”, diz Camila.